Pular para o conteúdo principal

ASSIM NASCEU O MENSALÂO




 Por Sebastião Nery

Tarde de sábado do começo de 2003 no restaurante Piantella, o melhor
de Brasília. Lula havia ganho as eleições presidenciais de 2002 contra
José Serra e estava em Porto Alegre, com José Dirceu e a cúpula do PT,
discutindo com o PT gaúcho a formação do novo governo.

Como fazíamos quase todas as tardes de sextas e sábados, um grupo de
jornalistas almoçávamos a um canto, conversando sobre política e o
pais. De repente, entram nervosos, aflitos, os deputados Moreira
Franco, Gedel Vieira Lima, Henrique Alves, da direção nacional do
PMDB, e começam a discutir baixinho, quase cochichando. Em poucos
instantes, chega o deputado Michel Temer, presidente nacional do PMDB.
Nem almoçaram. Beberam pouca coisa, deram telefonemas, saíram rápido.

Nada falaram. Acontecera alguma coisa grave. Deviam voltar logo.

Só um voltou e contou a bomba política do fim de semana. Antes de
viajar para o Rio Grande do Sul, Lula encarregara José Dirceu,
coordenador da equipe de transição e já convidado para Chefe da Casa
Civil, de negociar com o PMDB o apoio a seu governo, em troca dos
ministérios de Minas e Energia, Justiça e Previdência, que seriam
entregues a senadores e deputados indicados pelo partido.

Lula já havia dito ao PT que eles não podiam esquecer a lição da
derrubada de Collor pelo impeachment, que o senador Amir Lando, do
PMDB de Rondonia, relator da CPI de PC Farias, havia definido como uma
“quartelada parlamentar”. No Brasil, para governar era preciso ter
sempre maioria no Congresso. O PT tinha que fazer as concessões
necessárias.

O primeiro a ser chamado foi o PMDB, o maior partido da Câmara e do
Senado. Lula mandou José Dirceu acertar com o PMDB. Combinaram os três
ministérios e ficaram todos felizes. Em Porto Alegre, na primeira
noite, Lula encontrou a gula voraz do PT gaúcho, que exigia os
ministérios de Minas e Energia, da Justiça e da Previdência. Lula
cedeu. Chamou Dirceu e deu ordem para desmanchar o acordo com o PMDB.

Dirceu perguntou como iriam conseguir maioria no Congresso.

- Compra os pequenos partidos, disse Lula a Dirceu. – Fica mais barato.

Dilma virou ministra de Minas e Energia, Tarso Genro da Justiça e
Olivio Dutra das Cidades. E assim nasceu o Mensalão.

O advogado do ex-deputado Roberto Jefferson, o brilhante Luiz
Francisco Correa Barboza, disse ao Globo:

-“Não só Lula sabia do Mensalão como ordenou toda essa lambança. Não é
possível acusar os empregados e deixar o patrão de fora”.


No dia 12 de agosto de 2005, em um pronunciamento, pela TV, a todo o
povo brasileiro, Lula pediu “desculpas pelo escândalo”.

Lula é um “cappo”. Os companheiros do partido e governo no banco dos
réus e ele, só ele, de fora. Logo ele que é o grande réu, “o réu”.

Dirceu, Roberto Jeferson, Genoino, Delúbio, Silvinho, Marcos Valério,
Gushiken, João Paulo Cunha, Valdemar Costa Neto, Professor Luizinho, a
malta toda, como disse o Procurador Geral da República, era uma
“organização criminosa”, uma “quadrilha” chefiada pelo Dirceu. Mas sob
o comando do chefão, Lula.

Quem tinha de estar no banco da frente era ele, “o réu”.

Desde 2003, todo ano relembro essa historia. Lula começou dizendo que
“não sabia de nada”. Depois, passou para : “Fui traído pelas costas”.
E, finalmente, a tese oficial dele e do PT : – “O Mensalão foi uma
farsa”.

E Lula arranja ajudantes na desfaçatez para agredir o Supremo. Um
gaúcho baixotinho, que ninguém sabe quem era e de onde veio e virou
presidente da Câmara dos Deputados, esta semana cuspiu no Supremo:

- “O Mensalão é uma falácia”.

Ele não sabe o que é falácia. Mas cadeia ele sabe. Quando for visitar
Dirceu, Genoino, Valério, seus companheiros, na cadeia, vai aprender.

Sebastião Nery é Jornalista - sebastiaonery@ig.com.br. Originalmente
publicado no site da Tribuna da Imprensa em 25 de setembro de 2012.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VENCI A PARVOVIROSE

Este é em homenagem a 3 anjinhos que a Parvovirose levou, Branquinha, Pretinha e Lindinha.Mas a FOGUINHA EU SALVEI,  hoje rebatisada ela é “XENA a cadela guerreira”, esta bichinha teve dois comas e voltou;olho pra ela lepida faceira, fico com olhos mareados pela saudade das outras 3,achei tarde a cura pra esta maldita doença, que atingiu as minhas meninas de 4 patas,todas com 2 meses e meio,as quais eu doei e os infelizes não vacinaram e me devolveram doentes ;ai vai a formula da cura, nada de milagre, só dedicação e carinho. A parvovirose provoca vomitos e diarreia,desidratando, e desnutrindo,dando vez a infecções oportunistas, e outras coisas muito mais severas, ai vai como resolver facinho. Desidaratação:Hidratação subcutanea com soro Ringer lactato, cada aplicação de 20 ml, 3x ao dia,faz uma bola mas é só massagear levemente que dissolve sob o couro e hidrata instantaneamente, apliquem as doses de remedios junto com soro sempre completando a seringa com o mesmo. O PULO do GATO ,…

TEXTO SENSACIONAL-FINADO LULA

Finado Lula “Nunca entre num lugar de onde tão poucos conseguiram sair”, alertou Adam Smith. “A consciência tranquila ri-se das mentiras da fama”, cravou o romano Ovídio. “Corrupção é o bom negócio para o qual não me chamaram”, ensinou o Barão de Itararé.
E na contramão de todos está alguém que abriu mão de si mesmo pelo poder. Lula construiu uma história de vida capaz de arrastar emoções e o levar à presidência. Agora, de modo desprezível, o mesmo Lula destrói-se por completo.
Não é preciso resgatar o tríplex, o sítio ou os R$ 30 milhões em “palestras” para atestar a derrocada do ex-presidente. Basta tão somente reparar a figura pitoresca na qual Lula se tornou.
O operário milionário sempre esbanjou o apoio popular e tomou para si o mérito de salvar o país da miséria. Contudo, junto disso, entregou-se aos afetos das maiores empreiteiras, não viu mal em lotear a máquina pública, nem constrangeu-se em liderar uma verdadeira organização criminosa.
Sem hesitar, brincou com os sonhos do povo…

A SEIVA DO AVELÒZ CURA - - LEIAM PESQUISA

1
LEVANTAMENTO SOBRE AS PROPRIEDADES 
TERAPÊUTICAS DE AVELOZ Euphorbia tirucalli LINNAEUS 1753
(MALPIGHIALES: EUPHORBIACEAE)

SURVEY ABOUT TERAPEUTIC FUNCTION
OF AVELOZ Euphorbia tirucalli LINNAEUS 1753 (MALPIGHIALES:
EUPHORBIACEAE

1SINOKI, L.A.; 2 LIMA, T.C.B.C.; 3COSTA, I.B.; 4FRANCISCO, O.

1 , 2e 4Curso de Farmácia –Faculdades Integradas de Ourinhos-FIO/FEMM 
3 Departamento de Medicina Veterinária –Faculdades Integradas de Ourinhos-FIO/FEMM 



 RESUMO

A avelóz Euphorbia tirucalli é uma planta de origem Africana encontrada no  Brasil, de conhecimento
popular  utilizada  no tratamento  de doenças devido suas  propriedades  medicinais, utilizada de  forma
diferenciada,  possuindo  atividades  molusquicida, anti-reumática,  apresentando  foco  principal  no
tratamento  do  câncer, sendo também eficaz na destruição de verrugas entre outros,  através do
isolamento  do  látex  retirado da planta para controlar  sua  toxicidade.  Com  o  objetivo  de levantar
dados  em  artigos  relacionados…